Dica de Empatia: Mapa de Empatia

Na sociedade, alguns são mais empáticos que outros. E em momentos de conflito ou crise, assim como o que estamos passando agora com a pandemia do coronavírus, vemos com mais clareza a necessidade de empatia em toda a sociedade. Afinal, a empatia da equipe do projeto com seu usuário reflete diretamente na qualidade da experiência que o produto ou serviço desenvolvido vai lhe proporcionar. Por isso, hoje compartilho uma dica: o Mapa de Empatia.

Visto que empatia é sobre se colocar no lugar do outro, e quando em projetos, nós podemos usar, dentre tantas ferramentas, uma chamada “Mapa de Empatia”. Vou te dizer pra que serve e te dar uma mãozinha na hora da construção, vamos lá?

Antes de tudo, na estrutura do Mapa de Empatia, sua Persona possui: nome, idade, dores, necessidades… além de fatores que fazem parte do seu meio, como: o que o pensa, sente, vê, ouve, fala e faz.

Mapa de Empatia
Exemplo de Mapa de Empatia

Assim sendo, o Mapa de Empatia permite maior imersão na realidade/situação dos usuários da solução que estamos desenvolvendo. Dessa forma, preencher um Mapa de Empatia não é uma tarefa fácil, mas facilita na tomada de próximas decisões.

Por isso, abaixo vão algumas perguntas como ponto de partida para que você consiga construir seu Mapa de Empatia. Lembre-se de sempre referenciá-las à sua Persona!

Modelo Para Criar Um Mapa de Empatia

O que o pensa e sente:

  • Quais seus medos e ansiedades?
  • Quais suas vontades, esperanças e sonhos?

O que vê: 

  • O que vê no seu meio profissional?
  • E no ambiente ao redor?
  • O que ele está assistindo e lendo?

Em relação ao que ouve: 

  • Que mídias, músicas e sons ouve?
  • O que escuta outros dizerem?
  • O que escuta de amigos e familiares?

Sobre o que fala e faz:

  • O que o imaginamos falando e fazendo?
  • Qual comportamento já observamos?
  • O que já escutamos falando?
  • O que faz hoje em dia?

Dores:

  • Quais suas frustrações?
  • Que obstáculos precisa ultrapassar para conseguir o que deseja?

Necessidades:

  • O que é sucesso para?
  • Onde quer chegar?
  • O que acabaria com seus problemas?

Conclusão

Parece besteira, mas se colocar no lugar do outro faz toda a diferença. Seja na experiência que seu produto/serviço vai proporcionar, seja num momento atípico que possamos viver como sociedade.

Por fim, essa é só uma de tantas dicas que podemos te oferecer como empresa que gera Soluções por meio de Tecnologia. Se gostou, fica de olho no nosso Blog, para saber mais sobre Design, ou clique aqui para conhecer mais o CITi.

Autora

Luana Nagai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *