Tenho Um E-Commerce. E Agora?

capa texto

Durante o período de isolamento que estamos passando, muitos negócios estão optando pela sua digitalização através dos e-commerces e lojas virtuais. Porém, ao ingressar no mundo digital, seu negócio agora não somente compete com seus concorrentes geográficos, mas sim com uma vasta gama de ofertas para seu cliente escolher. Por isso, ter uma boa estratégia de e-commerce é fundamental.

Em um oceano azul, como a internet, repleto de oferta e demanda, o que irá trazer o diferencial do seu e-commerce será a própria estratégia que você utilizar. Um navio sem rota, é um navio perdido não é mesmo?

“A inovação é o que cria, mas é a estratégia o que mantém.”

Pensando nisso, reuni a tradução das principais estratégias utilizadas em lojas físicas, para a realidade digital do seu e-commerce, para que você atinja o máximo potencial do seu novo negócio digital! São elas:

  1. E-Commerce Bem Apresentável;
  2. Detalhes dos Produtos;
  3. Suporte ao Usuário;
  4. Sugestões Complementares;
  5. Ferramentas Estratégicas.

Vamos lá?

O Que é um E-Commerce?

Um e-commerce, ou comércio eletrônico, é todo negócio que estrutura seus processos de compra e venda através da internet. Sendo essas transações feitas por meios de pagamento online.

Durante esse período de isolamento social que estamos passando, essa foi uma das soluções mais procuradas por empreendedores e clientes. Isto pois, e-commerces dão uma nova opção de atendimento ao cliente, necessitando apenas de um aparelho eletrônico com acesso à internet para você administrar, e seu consumidor, comprar.

E-commerces são também estruturas de negócio muito acessíveis em questão de custos de manutenção. Por não ter espaço de venda físico, todos os custos desse estabelecimento são economizados.

Estratégias de Sucesso

1. E-Commerce Bem Apresentável

“Não julgue o livro pela capa”, frase bem comum que ouvimos. Mas infelizmente quando tratamos de negócios em geral, essa é uma atitude normal dos clientes. Assim, como é bom ter uma loja física bem organizada, navegar em um e-commerce bem estruturado faz toda a diferença.

Por isso, boas práticas de usabilidade são muito importantes de serem tomadas, tanto para um bom aceitamento do e-commerce pelos clientes, quanto para as ferramentas de busca, como o Google por exemplo.

Quer saber como aperfeiçoar seu e-commerce? Confira nosso Guia Rápido sobre Usabilidade abaixo!

2. Detalhes dos Produtos

Segundo a plataforma Send4, 90% do comércio online sofre com devoluções. Mas o que você pode fazer no seu e-commerce para diminuir esse problema?

A solução mais simples e barata para seu negócio é o máximo de detalhamento dos seus produtos em seu e-commerce. Uma vez que o consumidor terá uma experiência mais próxima das características do seu produto, sua expectativa será mais realista e a taxa de troca e devolução, menores.

exemplo de estratégia de e-commerce na página de descrição em centímetros dos tamanhos das calcinhas da Pantys
Exemplo retirado da Pantys

Se seu negócio é de varejo de roupas, coloque detalhes de tamanhos e seus centímetros correspondentes, assim como o tecido utilizado no produto. Já se seu produto é perecível, informe o período útil do mesmo; e por aí vai…

3. Suporte ao Usuário

Outro fator que diminui a taxa de erros em compras é um bom suporte ao usuário em seu e-commerce.

Acho que você já deve ter visto chatbots em diversos sites e e-commerces por aí. Esse é um dos modos que você pode ajudar seu cliente, mas temos diversos tipos de ferramentas para melhorar esse aspecto em seu e-commerce:

exemplo de estratégia de e-commerce chatbot usado na Movidesk
Exemplo de chatbot retirado da Movidesk
  • Chatbots: robôs que respondem FAQs ou redirecionam para um atendimento online.
  • Atendimento Online: o cliente entra em contato por chat com você ou sua equipe.
  • FAQs (perguntas feitas frequentemente): espaço do e-commerce dedicado às dúvidas que os usuários mais têm ou você imagina que podem ter.
  • Contato Direto (e-mail e telefone): o cliente entra em contato direto com você ou sua equipe pelo e-mail ou telefone fornecidos.

Seu e-commerce pode fornecer todas essas ferramentas de suporte ou as que você acha mais viável e compatível com seu negócio. É preciso ponderar sua capacidade ou de sua equipe de manter esses canais sempre abertos e ativos.

4. Sugestões Complementares

exemplo de estratégia de e-commerce sugestões complementares no "frequentemente comprados juntos"da Amazon
Exemplo retirado da Amazon

Uma forma de oferta-isca que pode ter em seu e-commerce, são as sugestões de produtos complementares àquele que seu usuário está pesquisando.

Essa oferta, de início, pode ser feita manualmente por você ou sua equipe com produtos de categorias similares. Por exemplo, se seu e-commerce vende roupas e seu usuário está pesquisando uma camiseta, você pode colocar como sugestão um shorts e um par de meias.

Com o passar do tempo e crescimento do seu e-commerce, você pode colocar métricas de carrinho que façam a assimilação dos produtos geralmente comprados juntos. Assim, suas sugestões complementares serão ainda mais efetivas.

5. Ferramentas Estratégicas

Para estabelecer uma boa estratégia e implementar plenamente todas as outras dicas acima, é essencial que você integre algumas ferramentas de criação de insights no seu e-commerce.

Com esses recursos em mãos, você poderá melhorar o desempenho do seu e-commerce em ferramentas de busca e saber o que mais atrai usuários para o mesmo, as páginas mais visitadas, os produtos etc. Dessa forma, sua estratégia de marketing dentro do e-commerce será muito mais refinada.

São elas:

  • Google Analytics: Gera insights de acordo com as páginas e cliques dos usuários em seu e-commerce, fazendo você saber o que investir e o que corrigir.
  • Google AdWords: Plataforma de publicidade, que através de palavras-chave ajuda seu e-commerce aparecer mais facilmente ao usuário. Têm a opção de Google Shopping, onde seus produtos aparecem quando são pesquisadas as palavras-chave correspondentes a eles, junto com seus respectivos preços.
  • CRM (monitoramento do relacionamento com o cliente): Saiba os comportamentos do seu cliente e o quão forte é o relacionamento dele com seu e-commerce.

Conclusão

Assim, com essas estratégias de sucesso, seu e-commerce estará muito mais completo e com certeza irá se diferenciar dos demais.

É importante lembrar que talvez nem todas essas medidas sejam compatíveis com seu modelo de negócio. Portanto, antes de executar uma estratégia em seu e-commerce, conheça seu negócio estruturando seu modelo de negócios, isto irá ilustrar todas as partes essenciais para seu funcionamento e, você verá o que se encaixa melhor na sua realidade.

Gostou desse blogpost? Fique ligado no CITi Blog e confira nossas redes sociais (rodapé) para estar por dentro de tudo que acontece por aqui!

Autora

Alice Libório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *